quinta-feira, 7 de maio de 2009

Andarilha

Foto arquivo pessoal

Eu sempre fui praticante convicta do sedentarismo, a não ser quando o assunto é dançar. Esportes, academia, suor, blecat! Bem longe de mim!

Também sempre fui adepta do "vou na esquina de carro". Afinal as esquinas localizam-se a uma distância considerável da porta da minha casa, eu fico muito irritada com as buzinadas e assobiadas dos desocupados transeuntes das ruas e meu carro é movido a gás natural. A consciência ambiental não pesa contra isso.

Mas ontem à noite me deu uma vontade de sair andando. Como se fazendo isso eu deixaria tudo para trás dos meus passos. O tempo estava querendo ficar frio e batia um ventinho que me chamava para ver aonde ele estava indo. Pensei duas vezes, já era tarde e sabia que seria dar muita bobeira pro azar. Mas, por incrível que pareça, me falaram: "Vai, você está protegida".

Eu fui. Andei sem rumo pela primeira vez na minha vida. Sem paisagem bonita, sem companhia agradável, sem pensamentos bons e sem motivo. Sentia que o mundo poderia acabar bem debaixo de mim que não fazia diferença, eu estava acima de tudo aquilo. Tinha muita coisa na cabeça sim e continuou tudo lá. Essa história de "dar uma volta para espairecer" é pura mentira, tudo o que foi voltou comigo. Eu só resolvi, pelo menos uma vez, fazer o meu corpo trabalhar junto com a minha mente.

Tomei um sorvete e voltei. Ao todo foram trinta minutos de caminhada. Agradeci por voltar ilesa. Entrei no carro e fui pra casa, mas bem que a andarilha em mim queria ver até onde poderia chegar.

58 comentários:

Philip Rangel disse...

Melhor q faz..andar..distrai e ao mesmo tempo cuida de si mesmo..

bjao

Jonathan Flexa disse...

É o ônus de ser Barbie Jornalista =)
Por acaso a dança seria ballet pra reforçar a teoria? A foto me condicionou a pensar que a narrativa seria um passeio na praia.

Leandro disse...

Caminhar não vai resolver os problemas, mas pode fazer bem pra saude.

Pelo menos alguma coisa boa tem nisso :-)

Solange Maia disse...

Que belo texto Aline...
Esse andar acontece também dentro da gente, e as vezes é necessário mesmo... parece que quando tudo se movimenta as coisas fluem melhor... parece... bem... também não importa, quando a gente quer ser andarilha : tem mais é que sair andando...!

Um beijo especial,

Solange

http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

Coisinhas da Jeh _ disse...

Ah, eu gosto de andar por aí sem rumo, pensar na vida e pá :B
Linda a foto Aline.
Tem meme pra ti no meu blog! Beijos

Bianca disse...

Acabei de terminar um livro que falava em um capítulo exatamente sobre isso: o poder que os andarilhos tem em encontrar prazer.
As vezes faz bem espairecer, dar um tempo pra si mesmo, sem pensar nas consequências, no futuro, ou em qualquer outro pensamento que te afete.

Beijos Aline :*

Moça do Fio disse...

Barbie,

Fazer exercícios é sempre bom. O problema é a disposição. Eu sou extemamente sedentária :-p

Que bom que você caminhou, e espero que faça isso mais vezes.

Ah, acredita que ontem à noite eu me peguei sorrindo porque lembrei da história do rapaz dentro do ônibus vendo "Chaves"? É, eu sou doida.

Beijobeijo!!

Moça do Fio disse...

PS: Você é linda.

Rosemeire Polegato disse...

Sabe Aline, quando eu era mais nova era muito mais fácil, eu descontava todas as minhas preocupações na academia. Eu passava 2, 3hs malhando e o efeito era o mesmo da caminhada, mas o stress sumia. Hoje em dia não malho mais, sinto falta e não acho tempo para caminhar. A verdade é que de vez em quando precisamos desse tempo, seja meia hora ou uma hora para conversarmos com aquela voz que insiste em nos perturbar, aquela voz que só nós escutamos.

Flavih Jones disse...

Tbm sou igual a vc, adepta ao sedentarismo.
Mas vou testar sair sem rumo as vezes, andar por aí.

Adorei aqui.

Beijo

M. disse...

Linoca, eu tb não sou adepta de academia e afins, mas amoooooo caminhar na Orla. Não abro mão..

Aquela brisa suave, aquele cheiro de maresia..Jesus. Tudibão.

Bjos.

Leandro disse...

Não sei até onde vai sua aversão por exercícios físicos, mas experimente fazer essa caminhada de calça de academia, tênis e camiseta. Depois de um tempo de caminhada, você começará a correr.
E não é caminhar ou correr sozinha, é junto com os seus pensamentos, suas análises sobre as coisas da vida que acontecem na vida da gente. É bom pra fazer reflexões.
Beijo

ChulapA disse...

ahhh
eu adoro esportes
academia
etc
rs
eu ja andei mt...
teve um dia que fui de uma cidade a outra apé, uns 60Km em 12horas sem parar
hahaha

Bertonie disse...

Ah, eu adoro.
Gosto de andar SOZINHO e sem-rumo, sem direção, sem lenço, nem documento.
É sempre bom sair. Claro, os problemas vão continuar com você, mas é bom pra ativar a válvula de escape do estresse diário.




beigos mil

Vivendo deixando a vida me levar... disse...

Ei Aline!!
Olha eu ja gosto dum exercicio viu, oproblema é sair de casa, mas se saio....
Adoro academia apesar de n estar fazendo no momento..
Mas é bom, com o tempo vc acostuma se seguir!

bjuuuuuuu^^

Ps Bela foto!!^^

ChulapA disse...

Ah perdao, entao, chulapa eh como sou conhecido na internet, epoca de mirc e icq..e acabou ficando chulapa mesmo hehehehe...nada d+

♥ Mαrcellα L. disse...

Eu confio no sorvete!
As preocupações somem com ele!

BeijOs

~.Lígia disse...

Andar sem rumo sempre é bom, mesmo que não resolva tudo..
Eu já fiz isso muito, andei até cansar...
E na maioria das vezes nem percebia que o tempo passava...
=)

Sabe, eu gosto muito de vir visitar o seu blog! Às vezes eu até me inspiro nele! Só que não ando postando... Mas me dá uma felicidadezinha vir aqui! =)
Simpatizei tanto com você quanto com o blog! =)
Um dia quero ter um blog legal como o seu! ;D

Beijos mocinha! Bom fds!

Marcus disse...

Hoje o mundo criou pessoas que só vivem para “ter futuro”, mas esquecemos que a vida é para ser vivida, quantas vezes nós paramos para ver a anoitecer, paramos para ver a natureza, hoje só paramos para ver os problemas!

Alice disse...

eu sou tri sedentária,credo! só não vou a esquina de carro,pq não tenho carro! nsajns

Fernanda! disse...

Caminhar é uma terapia tbém, sabia?

Eu adoro! Já academia nao encaro, não tenho paciência.

Bjos de luz guria, um lindo final de semana pra vc.

Kenia disse...

quando estou triste também gosto. essa foto é tua?

Brisa M. disse...

As vezes tenho vontade de fazer isso, mas nunca ponho em prática, talvez seja bom. Penso em entrar num ônibus e descer em qualquer lugar, esse tipo de coisa. Muito bom o texto, eu adorei.

Renan Barreto disse...

Caminhar é muito bom, aline. Eu não vivoi sem miinha academia mais, mesmo que eu não goste de pegar peso. rsrsrs
Deixa de ser sedentária!!!!!!!!!!!!

bjo

Gabriel Leão disse...

É tão gostoso ler esse blog depois de um dia no trabalho que nem preciso andar para esquecer as coisas.

Carla P.S. disse...

Que momento bom, terminando com um sorvete... Isso faz bem pra alma e pro coração. Espero que continues achando pequenos prazeres no teu dia-a-dia, em forma de conhecimento sobre si mesma.
Beijos, e um café quentinho.

Bertonie disse...

Só pra situar você:
Bertonie é só um apelido mesmo, rs. Meu nome real, real, real mesmo é João Vinícius. Mas...

Ryan disse...

Quando eu faço essas coisas viajo tanto na moionese!

Um jeito prático de relaxar!

Thaís A. disse...

Ah, eu também sou puro sedentarismo ._. Queria fazer outras coisas, mas sei lá!

Rosangela disse...

OIr inumeras vezes eu tb já fiz isso, de sair andando sem rumo, eu gosto, acho que faz um bem danano...

Beijos poéticos

Desabafando disse...

Sabe que às vezes quando eu não estou legal, sinto vontade de fazer exatamente o mesmo? Porque será né que surge essa necessidade? Uma vez fiz isso de carro, peguei, rodei pela cidade sem direção, chorando, e depois voltei pra casa. Os problemas voltaram juntos lógico. Quem sabe um dia eu também não tomo coragem e faço o mesmo que você só que a pé! Acho que é vontade de se libertar, de mostrar ao mundo a sua dor e não esconde-la, ou de cansar o físico para deixar de sentir alguma emoção! Não sei! rsrsrsrs

Minnie_ disse...

Andar. É, eu ando. Olho pro mundo , e o mundo me vê. É uma chance de parar com o drama do cotidiano e prestar atenção, talvez até achar a resposta na realidade.
Descubro muita coisa andando.
Quanto a espairecer, a gente espairece na hora certa. Andando ou não, o momento aparece.

Um beeijo!

nina jessica disse...

Ola, que saudades!
Peço descupas por não estar frequentando o cantinhos dos comentários...To meio sem tempo e problemas pessoais, espero voltar logo!

bjos

C. disse...

Existem ´caminhadas` para coisas dentro de nossa mente, onde provavelmente os exercícios de conhecimento demoram bem mais tempo para serem feitos...

O Profeta disse...

As andorinhas do Mar chegaram
Com alegria tatuada nas penas refulgentes
Soltam chilreados estridentes
Dançam no azul, rodopiam contentes

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa




Doce beijo

Poeta de um mundo caduco... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poeta de um mundo caduco... disse...

Olá, Aline!

Pois é... acredito q só o tempo nos ajuda a conviver c nossas perturbções...
E, pra ser sincera, creio q a 'andarilha' q existe em cada uma de nós, vai muito além do que imaginamos! Somos fortes, o difícil é confiarmos nisso!!! Força...

Gostei de seu blog, estarei sempre visitando! Um abraço!

BarbieGirl disse...

Adorei seu canto... um beijo e boa semana!

Anaa Bia ;) disse...

Eu também sou praticante do sedentarismo :) Mas também, sempre que tenho problemas, gosto de fazer um caminho maior, só pra ficar sozinha por uns minutos ! Mas isso não é sempre, não pqe eu não tenha problemas, mas pqe eu logo me canso de andar :P

Você escreve tão bem *-*

Beeijo :*

Marcus disse...

oi linda


O blog tempestade mental mudou de endereço... passa por lá!

bjs meus

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Lindo e divertido texto, sobre um belo e significativo momento.
Parabéns!

Groo disse...

Eu adorava sair caminhando por aí sem rumo. Preciso retomar isso. Os franceses chamavam de "flaneur", ou coisa assim.

abs!

Dalleck disse...

Tá popular hein, olha quantos leitores ^^

Ainda estou tentando chegar no melhor nível de sedentarismo!

Philip Rangel disse...

baoo diaaaaaaaaaaa

Leandro disse...

o pior é que a tirinha tem um fundo de verdade heheheh

para alguns casos (meu orientador, por exemplo) a tirinha é exagerada, mas eu ja' encontrei professores assim :-)

c'est la vie!

Marcus disse...

ô minha linda.... obrigado pelo carinho...

e sim, este é o novo endereço! rsrs

bjs e volte sempre

Cirilo Veloso Moraes disse...

Concordo que "dar uma volta pra espairecer" é furada.

Você só resolve as coisas de sua cabeça quando as enfrenta, não quando tenta fugir delas. Elas não saem dali de graça, sem confronto direto.

Por isso que detesto o "deixa a vida me levar". Eu é que vou pra onde quiser, como quiser, quando quiser.

Mas de qualquer forma, caminhar sempre faz bem à saúde física e mental.

Xêro.

Deeeh _ disse...

amei o texto!!!!
parabeeens!!
beijocas :*

Magui disse...

Estou como vc, com medo de sair à esmo.No enanto , para nós valeu a pena porque nos deu este texto ótimo.

Jullyane disse...

Coisa boa andar sem rumo, a mente não pára, mas é delicioso ver até onde sua mente pode ir... Tbm não sou adepta à exercícios, mas gosto de caminhar, dançar, tenho preguiça, mas sinto como me faz bem esses exercícios.

Ande mais sem rumo, andarilha.

Beeeeijos, linda

Ana disse...

Já eu, gosto bastante de caminhar. Dar uma volta para espairecer funciona pra mim. Não desista! Tente mais uma vez nem que seja pelo sorvete!

beijo!!

ChulapA disse...

chega de caminhar
ja ta a semana toda caminhando
rs
bjos

Manoel José de Santana(Manoel Limoeiro) disse...

Meus parabéns amiga pelo seu trabalho. Sou seu seguidor do seu blog e gostaria que vc tb fosse a minha seguidora do meu blog. Um abraço de Manoel Limoeiro de Recife-PE.

Manoel José de Santana(Manoel Limoeiro) disse...

Meus parabéns amiga pelo seu trabalho. Sou seu seguidor do seu blog e gostaria que vc tb fosse a minha seguidora do meu blog. Um abraço de Manoel Limoeiro de Recife-PE.

Fernando disse...

Olá Aline
é bom fz isso de vez enquando, tem dias que precisamos dar uma fugida da gente mesmo e tentar de alguma forma andar sem as nossas preocupações constantes, nunca acreditei nesse negócio de "espairecer" se pelo menos ajudasse a resolver os problemas né, mas não, eles vão estar bem lá nos esperando voltar, mas pelo menos conseguimos dar uma voltinha sem eles rsrsrrss
ggde abrssssssssssss
até mais
fernu...7

Paloma Flores disse...

É, vou anotar essa de que 'andar pra espairecer' não funciona. Assim não preciso sair do meu sedentarismo pra descobrir isso...
Também vou de carro mesmo que só até a esquina.

Blue disse...

Andarilha. O título me chamou a atenção. Semana passada me flagrei falando em largar tudo e sair adarilhando por este mundo. Me puxaram de volta pela orelha e chamaram minha atenção. Mas viajei.
Tua viagem foi curta e me deixou a seguinte lição: andar pra esquecer, não funciona!
Beijos

www.sualista.com.br disse...

www.sualista.com.br