quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Dançar como se seus filhos não estivessem vendo

E na festa do 79º aniversário da minha avó eu me peguei fazendo aquele velho questionamento: "Por que todo pai dança engraçado?"

Sabem os braços sempre pra cima e as pernas vão de um lado pro outro sem dobrar? Deve ter sido um passinho muito popular há algumas décadas atrás ou um efeito colateral da idade que ninguém descobriu ainda.

E é justamente essa segunda hipótese que me preocupa. Será que daqui há 20 ou 30 anos eu também vou dançar assim?

32 comentários:

Cirilo Veloso Moraes disse...

Creio que seja da idade mesmo, mas também tem a ver com o estilo (ou falta dele) de cada um...

Só o tempo dirá.

Alice Voll disse...

njnsijanjisna
eu tava falando isso essa semana, cara!
de como minha mãe dança engraçado, meu pai sabe dançar, mas minha mãe é uma comédia! sjainsijansa

Madame Morte disse...

E quando ficarmos velhos, talvez nem tenhamos motivos pradançar, as preocupações serão outras, e questionamentos como esse serão inúteis.Contas à pagar, programas de tv pra assistir, cuidar para que o companheiro(a) não descubra do(a) amante...

E por enquanto, talvez o melhor que façamos seja dançar...com nossas colunas que não doem, com aparentes sorrisos juvenis...antes que o tempo se esgote.

Desabafando disse...

kkkkkkk...não posso responder a sua pergunta mas meu pai é igual! rsrsrs...

Leandro disse...

com certeza!!!

todos iremos pagar esse tipo de mico (inclusive alguns de no's ja' estão fazendo isso) ;-)

Beijos

Barbie Girl disse...

Viva a melhor idade!!

beijos

Keel Diniz disse...

hahaha.. Agora que vc falou foi que eu percebi.. e não é que é verdade mesmo,, meu pai dança assim.. hahaha

:*

Leandro disse...

O tempo é implacável... hehehe
Beijão

Bertonie disse...

HAHA
Cada um demonstra sua felicidade como pode, ué :P

Lusinha disse...

Não. Talvez a nossa dança de hoje que esteja obsoleta no futuro. ;)
Bjitos!

GrandeR@O disse...

huahuahuahuhuahuauhauhauhauhhua
talvez seja genetico, ou algo q aprendemos quando viramos pais... nunca saberemos, não antes de virar pais
huauhahuuha
ansioso por isso

Dalleck disse...

Com certeza :)

Maldito disse...

curiosamente, tenho pensado muito em algo parecido, por esses dias,..
rs

Emerson Souza disse...

Acho que todos vamos perder a coordenação tb pra podermos divertir a garotada.
Bjus.

Leandro disse...

Hahahaha!!! Adorei o seu questionamento. Mas aviso logo: eu danço assim hoje - na verdade, eu não danço para não dançar assim. Será que eu já tô velho e não sei?

Macaco Mizaru disse...

kkkkkkkkkkkkk

"braços sempre pra cima e as pernas vão de um lado pro outro sem dobrar"... Vi meus pais dançando na minha mente AGORA!

hauhauah

Muito bom. E, se vc começar a dançar assim, não liga não. Vira pro seu filho e diz:

"Que isso, meu bem! Super Supimpa! Esse passo aprendi com seus avós!"

rsrs

bjos


www.tresbanans.blogspot.com

Minnie_ disse...

Meu pai dançando para a pista de dança! É muito, muito engraçado ver aquele homão [é, meu pai é do tipo homão] se sacudindo todo, no maior balanço.
E sabe de uma coisa? É super divertido dançar com ele, acho que é uma daquelas graças de ser pai.

Um beijo, flor!!

.Txia. disse...

É relativo. Com certeza quando estivermos velhos, dançaremos de um jeito aparentemente atual, mas nossos filhos estranharão e acharão ultrapassado.

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Contanto que dance, está Ó-TI-MO!...
Bjs!

caurosa disse...

Olá minha cara amiga Aline Rivas, você fez uma bela reflexão, realmente a dança dos nossos país é bem estranha (também não sou lá um grande dançarino!), na verdade, eu acho que o importante é dançar e ser feliz.

Paz, harmonia e muita dança,

forte abraço

Caurosa

Magui disse...

Pelo menos estes dançam!!!!!

Omar Talih disse...

Genético,hereditário,o passar dos anos... é apenas a repetição dos mesmos passos... em direção ao mesmo lugar. A sepultura. E não é aquele grupo de rock'n roll.

Bruna Comin disse...

Adorei a reflexão. E seu blog tb!
:) bu

Silvana Nunes .'. disse...

Salve !
Navegando pela grande rede sem rumo com a intenção de divulgar o meu blog cheguei até você e gostei do que vi.
Não se assuste, já percebi que existem alguns blogs muito parecidos com o meu, ainda bem que estou no ar desde 2006 - tem um que chega a ser discaradamente igual inclusive no corpo de letra (até o layout é igual...falta de criatividade é um problema).Infelizmente, no momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da telinha está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar um pouco mais de cuidado, mas em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em
http://www.silnunesprof.blogspot.com
Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura, da reflexão e enquanto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam. Pois o maior bem que podemos deixar para os nossos filhos é o afeto e uma boa educação. Isso faz com que ela acredite na própria capacidade, seja feliz e tenha um preparo melhor para lidar com as dificuldades da vida. Com amor, toda criança será confiante e segura como um rei, não se violentará para agradar os outros e será afinada com o próprio eixo. E se transformará num adulto bem resolvido, porque a lembrança da infância terá deixado nela a dimensão da importância que ela tem.
VAMOS TODOS JUNTOS PELA EDUCAÇÃO, NA LUTA POR UM MUNDO MELHOR !
Se achar a minha proposta coerente, siga-me nessa luta por um mundo melhor. Peço que ao responder deixar sempre o link do blog, pois vez por outra o comentário entra com o link desabilitado ou como anônimo. Por causa disso fico sem ter como responder as pessoas.Os meus comentários também entram via e-mail, pois nem sempre a minha conexão me permite abrir as páginas: moro dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, creio que mais alto que as antenas, com isso a minha dificuldade de sinal do 3G. Espero queentenda quando não puder visitá-lo.
Daqui onde estou, os únicos sons que escuto aqui é o dos pássaros, grilos, micos., caipora, saci pererê, a pisadeira, matintapereira ... e outras personagens que vivem pela mata.
Por hoje fico por aqui, já escrevi demais. Espero nos tornarmos bons amigos.
Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre e que os bons ventos sopre, sempre a seu favor.
Saudações Florestais !
Silvana Nunes.'.

♥ Mαrcellα L. disse...

kkkkkkkkkkkkk Há chances que sim.
Minha vó estava querendo aprender a dançar funk, imagina a cena...


Beeijos

Calem-se Dedos ! disse...

meus pais nunca dançaram na minha frente' UIOAUEOIAUEOAIUEOIAE
deve ser engraçado'
creeio que sim' medo de dançar assim ;OO

gostei do blog :D
passa nu meu depois (:

beeijos :*

Anderson disse...

creio q não .
a não ser q tenha bebida umas e outras.

Eduardo Araújo disse...

Sempre pensei nisso também. Eu quero acreditar que aquilo era uma moda....DEUS QUEIRA!!!

=(

Deni Maciel disse...

aaah..agradecendo por ter apagdo meu outro comentário xD~
e passei aqui tbm pra agradecer suas passages lá pelo bokitta de lo kabizze [italiano é chik] em frances é mais ainda...bouquétê di Kabidêu [é q vc num viow minha pronuncia ainda]
mas enfim...desejar um lindo fim d ano e q 2010 seja bm melhor pra todos nós.
um grande abraço
ótimo fds e feliz dia do enfeite d arvore de natal de forma cilindrica que quebra fácil.
Fui...até 2010 ....

Marina disse...

Eu MORRO se dançar assim, um dia. Cruzes! Torcendo desesperadamente pela primeira hipótese.

Robson Schneider disse...

Hmmmm sou pai e vc nunca me viu dançando hhhahaha arrebento na pista!
e inclusive tenho samba no pé hehehe
Bjo

Tatá Hermes disse...

Olha,

Acho que não tem a ver com idade não! Eu por exemplo danço muuuito engraçado desde sempre! E por isso mesmo só danço quando estou perto de amigos intimos. Meu filho de 3 aninhos deve ter herdado esse "dom" da mão, pois também é um fiasco...